Beijing

Beijing ou Pequim é a capital da Republica Popular da China, é uma das maiores cidades do mundo, com uma população de mais de 14 milhões de habitantes. Beijing se tornou a capital do império durante a dinastia mongol Yuan (1279-1368). Atualmente, Beijing está passando por grandes mudanças, onde percebemos claramente a “Velha Beijing” dando lugar a “Nova Beijing”, conferindo uma nova dimensão à cidade. Após as Olimpíadas de 2008, Beijing foi remodelada e o desenvolvimento está em todos os lugares, tornando-a o microcosmo da China moderna e de todas as contradições, ou melhor da “dualidade do Yin-Yang”, onde os opostos se complementam para gerar o equilíbrio. Deparamos com um mar de bicicletas ao meio de carros de luxo, com construções arquitetônicas que estão entrando para história como exemplo da arquitetura do sec. 21, com prédios como da CCTV, desenhado por Rem Koolhaas, o estádio olímpico(Ninho dos Passaros) e o Teatro e Opera “Ovo”, tornando-se os novos pontos de referência em contraste com os velhos bairros de “Hutungs”(becos de casas-pátio), da Opera de Pequim até o jazz, rock e boates punk. Nos diversos restaurantes da capital, pode-se provar a diversificada culinária chinesa desde os restaurantes “homestily” e a comida de rua, aos restaurantes internacionais gourmets. Dos mercados da pechincha aos gigantescos shoppings e lojas de grifs famosas.



Apesar do frenético desenvolvimento e modernização de Beijing encontra-se preservados os Palácios Imperias da dinastia Qing os Templos budistas, taoistas e confucionistas, bem como parques e jardins imperiais e a Cidade Proibida, mantendo suas atrações mais importantes como referencia de uma historia milenar, onde o passado, o presente e o futuro convivem sabiamente.